Comando de Greve define agenda de mobilização em Foz e região

0

Educadores(as) da base da APP-Sindicato/Foz constituíram nessa terça-feira, 26, o Comando Regional de Greve. O coletivo é responsável pelas ações organizativas e mobilizadoras da categoria, durante a construção do movimento e na paralisação que terá início na próxima segunda-feira, 2 de dezembro.

Durante a reunião, foram debatidos os pontos da pauta da greve e analisados os principais ataques da reforma da Previdência do Paraná, medida de Ratinho Junior (PSD) que afetará servidores(as) em exercício profissional, aposentados(as) e pensionistas. O Comando Regional de Greve também aprovou a agenda de atividades do movimento (veja abaixo).

A greve dos(as) educadores(as) foi aprovada por unanimidade em Assembleia Estadual. O objetivo é resistir à destruição da aposentadoria no estado; manter o Ensino Médio noturno, o Celem e o ensino de Espanhol; lutar pelo emprego de professores(as) PSSs; impedir o desmonte da Educação de Jovens e Adultos (EJA); e assegurar direitos dos(as) educadores(as) na resolução de distribuição de aulas, documento de que está sendo elaborado pela SEED.

“Esse ataque à aposentadoria promovido por Ratinho Junior, se aprovado agora, vai reduzir nossos salários já a partir de 1º de janeiro de 2020, tanto para quem está trabalhando na escola como para quem já se aposentou. A ‘reforma’ aumenta a alíquota de contribuição para todos(as), sem contar que já estamos há anos sem reajuste”, destacou a presidente da APP-Sindicato/Foz, Cátia Castro.

Na reunião, foi reforçada a necessidade de diálogo e reuniões entre as direções e equipes escolares com estudantes, pais, mães e a comunidade em geral, a fim de mobilizar toda a sociedade contra o extinção do Ensino Médio à noite, direito principalmente dos(as) estudantes que trabalham.

“Mais uma vez, somos empurrados pelo governo a uma greve. Nossa pauta é para preservar direitos, empregos e resistir aos ataques à escola pública. O projeto de educação que Ratinho Junior e Renato Feder querem implantar é baseado na privatização, exclusão dos(as) estudantes de famílias mais pobres e obtenção de índices que não retratam a realidade do ensino”, ponderou Cátia.

Agenda da Greve dos(as) Educadores(as):

Até 30/11
Diálogo com deputados(as) estaduais por apoio contra o pacote da reforma da Previdência do Paraná;

27/11 (quarta), às 9h | APP-Sindicato/Foz
Reunião com servidores(as) estaduais de outras categorias para ações de mobilizações unificadas em Foz do Iguaçu e região.

27/11 (quarta), às 18h30 | APP-Sindicato/Foz
Reunião do Movimento #FicaEspanhol pela manutenção da disciplina de Espanhol na grade curricular da educação básica e do CELEM, com educadores(as) da rede estadual, da Unioeste/Foz e Unila.

28/11 (quinta), às 19h | Medianeira
Reunião do Comando Regional de Greve com educadores(as) das escolas da região para organização da greve.

30/11 (sábado), às 9h | APP-Sindicato/Foz
Reunião com professores(as) PSSs sobre prorrogação dos contratos dos(as) servidores(as) temporários, medida que transfere a diretores(as) de escolas a decisão sobre a manutenção de contratos e greve.

02/12 (segunda), às 8h | Núcleo Regional de Educação de Foz do Iguaçu
Ato público de deflagração de greve

3/12 (terça) | Assembleia em Curitiba
Ato público estadual com todas as categorias de servidores(as) públicos e assembleia de avaliação da greve.
Ônibus de Foz e região sairão segunda-feira, 2/12, às 22h30, da Santi Móveis.

Share.

Leave A Reply