SEED autoriza convocação de educadores(as) no pico da pandemia; Feder transfere para diretores(as) o risco

0

Secretário viola decreto do distanciamento social e deixa a “bomba” para as direções de escola responderem.

O empresário-secretário Renato Feder diz ser “super parceiro” dos(as) diretores(as) de escola, mas tem jogado na mão das direções as piores “bombas”.

Contrariando o decreto estadual de distanciamento social, com a resolução nº 1.611/2020, de 12 de maio, a SEED quer convocar educadores(as) para o trabalho sem ser responsabilizada por nada do que possa acontecer.

A Secretaria de Educação do Paraná deixa que os(as) diretores(as) convoquem funcionário(a), professor(a) e pedagogo(a), desrespeitando o decreto de distanciamento social. Se algo ocorrer, a responsabilidade será das direções de escola.

Esse atitude irresponsável do governo acontece em um momento de escalada da pandemia de covid-19 e aumento exponencial de mortes provocadas pela doença. Somente nas últimas 24 horas, foram quase 900 óbidos no país, conforme dados oficiais.

Sem qualquer preocupação em proteger a saúde e a vida dos(as) servidores(as), a SEED quer que os(as) diretores(as) assumam o grave risco de convocar trabalhadores(as) neste momento crítico de emergência em saúde pública.

O órgão sabe o perigo que envolve todas as medidas tomadas fora do permitido pelo decreto de isolamento, instituído por causa do novo coronavírus. Mas parece não se importar, desde que não responda por isso.

Diretor(a): você que foi eleito(a) pela comunidade escolar, fique junto aos(às) trabalhadores(as) em educação, sem colocar ninguém em risco.

No pico de covid-19, os(as) trabalhadores(as) não devem ser convocados(as). É uma questão de segurança para educadores(as), estudantes e suas famílias.

Não assuma o risco que a SEED não quer assumir. Conte conosco, diretor(a).

Share.

Leave A Reply