Ministério Público do Trabalho lança cartilha contra a reforma trabalhista

0

E se grande parte dos seus direitos trabalhistas fossem retirados? Fique atento. A reforma trabalhista reduz seus direitos sem gerar novos postos de trabalho. Com essa advertência, o MPT (Ministério Público do Trabalho) apresenta a cartilha informativa sobre os efeitos da alteração na legislação trabalhista proposta pelo Governo Temer.

O material, editado pelo MPT do Espírito Santo, foi produzido a partir da linguagem dos quadrinhos, com diálogos curtos e muita ilustração. As personagens dialogam sobre cada item proposto na reforma do Governo Federal, demonstrando o quanto os trabalhadores/as perderão caso o projeto seja aprovado pelo Congresso Nacional.

O quadrinho informativo ainda desfaz o mito usado pelo governo, empresários e parte da grande imprensa de que a legislação trabalhista é antiga e carece de modernização. “A CLT é de 1943, porém, dos 510 artigos que compõem a parte de direito individual do trabalho, somente 75 permanecem com a redação original, ou seja, apenas 14,7% dos dispositivos não sofreu atualização”, dizem os procuradores do trabalho.

Ao final da revista, o MPT orienta a população a pressionar os deputados federais e senadores para que eles rejeitem a reforma. Também recomenda a participação de toda a sociedade nos atos públicos e manifestações realizadas em cada localidade.

Clique para acessar

Share. Twitter Facebook Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr Email

Leave A Reply