Sindicato esclarece dúvidas sobre pagamentos da “Ação CLT”

0

Da APP Estadual

Atraso em pagamentos ocorre devido a erros em dados prestados por beneficiários e nova conquista do Sindicato para quem completou 60 anos.

A APP-Sindicato aguarda a liberação de recursos pela Justiça do Trabalho para efetivar o pagamento de indenização nas contas dos(as) professores(as) que aderiram até março deste ano ao acordo da “Ação CLT”. Segundo a secretaria de Assuntos Jurídicos, houve atraso no cronograma devido a uma nova conquista do Sindicato para a categoria e também a erros em dados informados por beneficiários da ação.

Em uma transmissão ao vivo nesta quinta-feira (22), os(as) secretários(as) da APP-Sindicato de Finanças, Walkiria Mazeto, e Assuntos Jurídicos, Mario de Souza, esclareçam as dúvidas da categoria sobre o assunto. Confira abaixo a íntegra do vídeo.

Clique para ver a transmissão ao vivo. 

Inicialmente, o acordo previa que os(as) idosos(as) deveriam escolher entre receber ainda este ano, mas com a redução de 40% estabelecida na negociação, ou 100% do valor, mas em prazo mais longo. O Sindicato reivindicou e a Justiça aceitou a inclusão de todos(as) que completaram 60 anos, até 31 de outubro de 2018, no grupo que vai receber 100% e ainda este ano.

Com a decisão, houve a necessidade de atualizar a lista, que possui mais de 10 mil beneficiários(as), gerando um atraso no cronograma inicial de pagamento, previsto para final de outubro e primeira quinzena de novembro.

Mais de 34 mil professores do Paraná que trabalharam pelo regime celetista entre 1988 e 1992 na rede pública têm direito a receber a indenização. O pagamento foi liberado depois de uma negociação entre o Sindicato e a Procuradoria-Geral do Estado (PGE). O prazo para novas adesões termina no dia 30 de novembro.

Leia também: 

Ação CLT: APP garante pagamento integral para quem tem 60 anos ou mais

Ação CLT: Orientações e procedimentos

Share.

Leave A Reply