Quadro Negro: delação do dono da Valor atropela Governo Richa

0

Recursos da ALEP “devolvidos” por Valdir Rossoni pagavam aditivos à construtora, conta empresário

O jornal Folha de São Paulo e a RPC TV apresentaram matérias nesta sexta-feira (1°) sobre a delação do proprietário da construtora Valor, Eduardo Lopes de Souza. Segundo os veículos, o empresário relatou à Procuradoria-Geral da República que desviou R$ 17 milhões que deveriam construir 6 escolas públicas no Paraná, uma delas em Santa Terezinha de Itaipu. As obras jamais saíram do alicerce, prejudicando milhares de estudantes.

Em seu depoimento, Eduardo Souza afirmou que parte do dinheiro foi repassado para a campanha de reeleição do governador Beto Richa (PSDB). A propina era entregue em caixas de vinho. De acordo com as reportagens, o dono da construtora Valor afirmou, ainda, que o esquema contava com a participação do chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni (PSDB), do presidente da ALEP (Assembleia Legislativa), Ademar Traiano (PSDB), do ministro da Saúde Ricardo Barros, entre outros envolvidos.

O dono da Valor revelou que Valdir Rossoni, quando foi presidente da ALEP, “devolvia” ao Governo do Estado parte do orçamento do legislativo, recurso que era utilizado para o pagamento de aditivos à construtora.

Em outubro de 2016, a APP-Sindicato/Foz promoveu a “desinauguração” das obras do colégio estadual Arcângelo Nandi, em Santa Terezinha de Itaipu, uma das instituições de ensino com a construção paralisada ainda no alicerce, devido aos desvios investigados pela Operação Quadro Negro.

Assista aos vídeos da reportagem da RPC TV:

Envolvimento de Beto Richa, CLIQUE AQUI

Denúncia contra Valdir Rossoni, CLIQUE AQUI

Participação de deputados, CLIQUE AQUI

Envolvimento do ministro Ricardo Barros, CLIQUE AQUI

 

 

Share.

Leave A Reply