Distribuição de aulas punitiva: APP-Sindicato/Foz se reúne com chefia do NRE/Foz

0

Direção do sindicato enfatizou demandas da categoria para a equipe que assume o NRE.

A direção da APP-Sindicato/Foz reuniu-se nessa quinta-feira, 31, com o chefe do Núcleo Regional de Educação (NRE) de Foz do Iguaçu, Laércio Antonio Boufleue. O sindicato enfatizou as demandas dos(as) educadores(s) aos integrantes da nova equipe, que assumiram a direção do órgão de ensino neste ano.

Na pauta, os prejuízos aos(às) educadores(as) e escolas decorrentes das resoluções impostas pelo Governo do Paraná, por meio da Secretaria Estadual da Educação (SEED), com as regras para a distribuição de aulas na rede estadual; problemas recorrentes em anos anteriores com relação à organização interna do NRE nos momentos de distribuição de aulas; pontos que envolvem superlotação de turmas e respaldo a questões que envolvem atendimento e acompanhamento de casos de inclusão de alunos(as) nas escolas.

Na reunião, os dirigentes sindicais reafirmaram a contrariedade às resoluções que tratam da distribuição de aula por ela punir a categoria e retirar direitos dos(as) professores(as). Foram elencados os pontos mais prejudiciais das normativas do governo:

Punição ilegal – altera a classificação, para aulas extraordinárias, dos(as) educadores(as) que em 2018 estiveram afastados por licença médica, licença especial e outros tipos de afastamentos que são assegurados em lei, direito dos(os) educadores(as);

Retiram direitos – retira o direito de 4 horas-atividades em jornadas de 40h. Indispensável para a qualidade da educação, a hora-atividade é o tempo usado pelo(a) professor(a) para preparar aulas e trabalhos, elaborar e corrigir provas, atender estudantes, pais e mães;

Atacam direito histórico – conta a jornada de trabalho dos(as) professores(as) e pedagogos(as) em hora-relógio, o que contraria o direito histórico adquirido no plano de carreira de hora-aula, impondo aos(às) educadores(as) mais horas de trabalho.

Transparência

Durante a reunião, a APP-Sindicato/Foz apresentou um conjunto de demandas e situações que podem ser resolvidas ou tratadas pela própria equipe do NRE de Foz do Iguaçu. Entre as reivindicações está o pedido de maior transparência no processo/organização da distribuição de aulas.

macos 1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os dirigentes do Núcleo Sindical de Foz do Iguaçu também reforçaram a solicitação para que o quadro de aulas por escola/classificação dos(as) professores(as) sejam publicado de forma ampla, bem como a organização do momento da distribuição, para que não ocorram injustiças verificadas nos anos anteriores.

A equipe de Recursos Humanos e a chefia do NRE apresentaram à direção da APP-Sindicato/Foz a organização interna para as distribuições no núcleo e os reforços que foram feitos aos diretores e documentadores da região.

Inclusão e superlotação de turmas

O sindicato também enfatizou os graves problemas no atendimento ao processo de inclusão de alunos(as) com deficiências e transtornos nas escolas. Há demora no encaminhamento de profissionais e superlotação de turmas. Foi reiterado ao NRE pedido de acompanhamento sistemático às escolas que atendem a inclusão.

APP na distribuição de aulas

A direção da APP-Sindicato/Foz informou ao NRE que estará presente no órgão durante todo o processo de distribuição de aulas, para atendimento da categoria. A entidade colocou-se à disposição do diálogo para tratar questões regionais que afetam a escola pública e a vida profissional dos(as) educadores(as).

Share.

Leave A Reply