Conselho Regional da APP-Sindicato/Foz: reconstruir a mobilização para enfrentar ataques

0

O Conselho Regional da APP-Sindicato/Foz realizou reunião ampliada nesta sexta-feira, 31, para definir a posição do Núcleo Sindical no Conselho Estadual e na assembleia que acontecem neste fim de semana, em Curitiba. Também foram deliberadas atividades locais e apresentados informes.

A atualização da pauta da categoria foi o primeiro assunto discutido na reunião, que foi conduzida por Silvio Borges, secretário de Finanças da entidade. O dirigente apresentou as principais reivindicações em defesa da escola pública e da carreira docente.

A pauta, depois de aprovada em assembleia, será apresentada aos candidatos ao Governo do Paraná que disputarão as eleições deste ano, explicou Silvio Borges. Em evento do sindicato, no mês de setembro, os concorrentes assinarão a carta-compromisso da educação pública.

AAA

Silvio Borges: “Mobilizar a categoria para resistir aos ataques” 

Na reunião, foram debatidas formas de mobilização da categoria, principalmente contra a reforma do Ensino Médio e a BNCC (Base Nacional Curricular Comum). “Temos que fazer um esforço para mobilizar os educadores/as para o 30 de Agosto e promover outras ações de resistência aos ataques”, disse Silvio Borges.

A APP-Sindicato/Foz está mobilizando a base para a campanha nacional de resistência à BNCC, que acontece neste dia 2 de agosto. Nesta data, o Governo Federal e seus aliados nos estados discutirão o currículo retrógrado e privatizante que está sendo imposto à educação, sem o devido debate pela sociedade.

Na próxima semana, o Núcleo Sindical de Foz do Iguaçu distribuirá 40 mil informativos a escolas e comundidades denunciando os ataques contidos na BNCC do Governo Temer. O objetivo é promover a discussão nas escolas e também entre estudantes, mães, pais e a população em geral.

Ação pela vida das mulheres

Durante a reunião do Conselho Regional da APP-Sindicato/Foz, foi aprovada a participação do sindicato e a mobilização da categoria no ato “Direito à vida das mulheres”. A atividade acontece nesta sexta-feira, 3, às 17h30, no Bosque Guarani, em Foz do Iguaçu, e integra um calendário de lutas em todo o Brasil.

aaa

Educadores/as participarão da assembleia da APP em Curitiba, neste sábado

A mobilização pede a discriminalização do aborto, com a aprovação da ADPF n° 442 (Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental), proposta por entidades e partidos políticos que será debatida no Supremo Tribunal Federal. A ação pede que o Brasil trate o aborto como questão de saúde pública, como acontece em outros países, a fim de evitar a grande quantidade de mortes de mulheres.

Informes

O professor Fabiano Severino relatou as atividades do Fórum Municipal da Educação, colegiado em que representa a APP-Sindicato/Foz. Ele reportou as atividades de resistência à chamada “lei da ideologia de gênero” em Foz e as próximas pautas do fórum, como a revisão do plano de carreiras dos professores municipais e a criação de um plano de carreiras para os funcionários das escolas do município.

aaaa

Educadores/as discutiram pauta, movimentos e enfrentamento à BNCC e à Reforma do Ensino Médio 

Representando a direção estadual da APP, a professora Madalena Ammes enfatizou a importância do debate e do enfrentamento à BNCC e à reforma do Ensino Médio nas escolas. Relatou as atividades do sindicato para enfrentar as punições, perseguições e práticas antissindicais do Governo do Paraná.

A dirigente da APP também explicou as vias jurídicas avaliadas pelo sindicato em relação à redução ilegal da hora-atividade imposta pelo Governo Beto Richa-Cida Borghetti. Ela também informou que o governo elabora, silenciosamente, uma nova reforma da Previdência, que pretende atacar ainda mais o direito dos servidores/as estaduais à aposentadoria.

 

Share.

Leave A Reply