Browsing: Notícias

Nossa mobilização e o indicativo de greve para o dia 13 de março estão surtindo efeito. O Governo voltou a aceitar o reconhecimento da Graduação e Pós-Graduação no Plano de Carreira dos Funcionários e já fala em enviar para a Assembleia Legislativa um Projeto de Lei com os 33% de hora-atividade no início de março. No entanto, não podemos recuar agora, pois são apenas promessas, nada concreto. Por isso, precisamos fortalecer o Ato do dia 28, distribuir os panfletos que já estão nas escolas e fazer as reuniões com alunos e pais, pois se até o dia 13 nossas reivindicações…

Além do Colégio Ayrton Senna, o Colégio Sol de Maio também discutiu a Greve em reunião de pais e alunos Os Trabalhadores em Educação do Colégio Estadual Ayrton Senna (Vila A), realizaram uma reunião com a comunidade escolar no último dia 22 de fevereiro. A reunião faz parte do calendário de mobilizações e de preparação para a greve, aprovado na última Assembleia Estadual da APP, em Curitiba. O objetivo da reunião foi informar os estudantes e pais sobre os motivos que estão levando professores e funcionários

A APP-Sindicato/Núcleo de Foz do Iguaçu informa que nos próximos dias realizará uma reunião para a organização do curso e, em breve, informaremos as datas e local em que serão realizadas as aulas. Todos/as os que efetuaram a inscrição em 2012, desde que em dia com a sindicalização, estão com as vagas garantidas. APP-Sindicato/Núcleo Sindical de Foz do Iguaçu,

Ao implantar a nova Matriz Curricular do Ensino Fundamental, o Governo Estadual feriu o princípio da Gestão Democrática, previsto LDBN 9394/96, pois não promoveu um amplo debate com os sujeitos envolvidos no processo educacional formal (profissionais da educação e comunidade escolar). Refirmamos nosso posicionamento de fazer um grande debate sobre Currículo (que educação queremos e como a implementaremos). Não basta um debate sobre grade curricular, pois compreendemos que aumentar a carga horária de algumas disciplinas em detrimento de outras não nos ajudará a solucionar os problemas da educação paranaense e brasileira. Também não é suficiente ampliar a jornada de aula…

Os educadores/as presentes, que demonstraram bastante disponibilidade para a luta, definiram que, além das reuniões com os pais, no dia 28 de fevereiro, dia de Atos Públicos em frente aos NRE’s do Estado, farão aulas de 30 minutos e, após as aulas, farão panfletagem nos bairros da cidade. Uma nova reunião será marcada para organizar a panfletagem.

1 172 173 174 175 176 188